Minha cachorrinha está com gravidez psicológica e agora?

blog01_gravidez_pisico

Aproximadamente 02 meses após o cio, mesmo sem a fêmea ter cruzado, ela começa a apresentar sintomas de gestação como, por exemplo: fazer ninho, ficar agressiva, parar de se alimentar, aumento no volume das mamas e produção de leite, o animal começa a fazer objetos inanimados de filhote como chinelo, brinquedos, meias, sapatos e até outros animais da casa.

Mas porque isso ocorre?

Ocorre geralmente nas cadelas, mas pode acometer gatas e é devido a uma disfunção hormonal principalmente após o cio (período fértil) por uma mudança hormonal.

Esse é um problema bem comum na nossa rotina hospitalar, pois ocorre em cerca de 50% das cadelas não castradas e existem grandes chances de recidivas.

Não existe uma regra, qualquer fêmea não castrada pode apresentar pseudociese (gravidez psicológica), até fêmeas que já tiveram bebezinhos podem desenvolver a gravidez psicológica.

Para tratar, o ideal é que o animal seja levado ao veterinário para uma avaliação, pois a pseudociese predispõe a piometra (infecção no útero) e/ou mastite (infecção da glândula mamária).

Existem medicamentos específicos para tratar os sintomas, mas a necessidade ou não de usá-los só poderá ser avaliada pelo médico veterinário. Em alguns casos, permitir que a cadela fique com os objetos que foram adotados como “filhotes” podem piorar o problema e estimular a produção de leite.

É preciso analisar cada situação com cuidado. Outro problema freqüente é a fêmea auto estimular a produção de leite lambendo as proprias tetas. Além disso, os animais acometidos por pseudociese tem maior predisposição a apresentar tumores mamários.

Lembrando que o problema é um distúrbio hormonal, a única forma de prevenção é a castração, pois só assim retira-se a fonte causadora do problema.

Leave a Reply